Posted by on 21 de agosto de 2016

1-SFFLA-Sunset-barreto_mark_award_SFFLA-20

Fábio M. Barreto e Mark Mos, fundador do Sunset Film Festival / Foto: Karen Gordon

Lilith – The Vampire, de Jose Padilha e Yoya Wursch, foi eleito “Melhor Roteiro Não-Produzido” pelo Sunset Film Festival. Fábio M. Barreto, consultor de desenvolvimento do longa-metragem, representou a equipe na cerimônia de premiação no ultimo sábado, dia 25/06.

LOS ANGELES, CA – Lilith – The Vampire é um longa-metragem que nasceu grande, em meados de 2012, quando o cineasta paranaense Jose Padilha (homônimo do carioca mais famoso) decidiu contar uma história sobre a opressão às mulheres através dos séculos e aproveitou-se do forte enredo dos vampiros para tal. Depois de um período de desenvolvimento ao lado do roteirista e escritor radicado em Los Angeles, Fábio M. Barreto, Padilha concluiu a primeira versão do roteiro com a experiente Yoya Wursch, de Bete Balanço e Lua de Cristal. Depois de receber uma série de nomeações e ter sido premiado em diversos festivais internacionais de cinema independente, Lilith – The Vampire conquistou sua maior vitória até o momento ao vencer o Sunset Film Festival, que aconteceu no último fim de semana, na Promenade Playhouse, no maior ponto turístico de Santa Monica, na Califórnia.

Com a casa cheia, a noite de abertura do festival contou com a presença do comediante Bob Clendenin, da série Cougar Town, que foi o grande homenageado pelo conjunto da obra. Em discurso emocionado, e engajado, o consultor e roteirista Fábio M. Barreto – que representou a equipe no evento lotado – falou sobre a importância de Lilith – The Vampire para o gênero no Brasil. “Lilith é um dos projetos mais arrojados em desenvolvimento no mercado brasileiro no momento, pois quer contar uma história séria, dentro de um gênero praticamente ignorado localmente e, exatamente por isso, tem tudo para mudar a imagem dos filmes de ficção no Brasil”, disse Barreto, depois de receber o diploma de “Melhor Roteiro Não-Produzido”, ou seja, de roteiros ainda não filmados. “A vitória de Lilith aqui no Sunset Film Festival é importante demais para o projeto e, por incrível que pareça, para o cinema fantástico brasileiro. Já passou da hora de começarmos a produzir sem preconceitos”, decretou o romancista também premiado por seu livro de estreia Filhos do Fim do Mundo.

Acompanhando a premiação pelas mensagens e fotos enviadas por Barreto do Tapete Vermelho, Jose Padilha explodia de ansiedade e alegria. “Tenho muitas pretensões para Lilith e o reconhecimento internacional mostra que tudo isso é possível. Os festivais estão percebendo a importância dos temas tratados no roteiro e estão indo muito além da ideia de ‘filme de gênero’. Queremos um filme divisor de águas e o empenho é digno do resultado”, comentou o criador e roteirista. Padilha encabeça diversos projetos cinematográficos no Núcleo Criativo da Moinhos de Vento Filmes, e da Extremum Produções Culturais, produtoras independentes lideradas pela renomada cineasta Tizuka Yamazaki.

Lilith – The Vampire já foi selecionado, honrado e premiado em festivais independentes nos Estados Unidos. O desenvolvimento caminha para sua última fase, com a composição do roteiro final e a captação de recursos, especialmente via editais federais. As filmagens têm locações previstas em Praga, Bucareste, Milão, Londres, New York e São Paulo, entre outros. Elenco e equipe serão compostos por nomes internacional e localmente conhecidos.

Lista de prêmios e honrarias já recebidas:

Seleções:

2016 – SFFLA – Sunset Film Festival Los Angeles
2016 – NNF – Near Nazareth Festival
2016 – LANNEFF – L.A. NEO NOIR, Novel, Film, and Script Fest IV;
2016 – Los Angeles CineFest;
2016 – 3rd Annual ScreenCraft Fellowship Quarter-finalists;
2016 – BHFF – Beverly Hills Film Festival;
2016 – Hollywood International Moving Pictures Film Festival;
2016 – LAIFFA – Los Angeles Independent Film Festival Awards;
2016 – Table Read My Screenplay – Screenplay Contest (Park City);
2015 – BIFF – Bahamas International Film Festival – Screenwriters Residency Program Quarter – Finalists;
2015 – BHFF – Beverly Hills Film Festival;
2015 – Sundance Screenwriters Lab – Second Round.

Premiações:

2016 – SFFLA – Sunset Film Festival Los Angeles (Best Unproduced Script)

2016 – LANNEFF – L.A. NEO NOIR, Novel, Film, and Script Fest IV (Gold Award)

2016 – Hollywood International Moving Pictures Film Festival (Best Screenplay Feature)

1-CertificateSunsetFilmFestival50

Sobre os realizadores:

A Moinhos de Vento Filmes e a Extremum Produções Culturais reúnem diversos produtores, roteiristas diretores e profissionais renomados do entretenimento nacional e, atualmente, desenvolvem vários projetos para cinema e TV. Para mais informações visite: http://moinhosdeventofilmes.com.br e http://extremumproducoes.com.br/.

Jose Padilha é coordenador de projetos e dos núcleos criativos da Moinhos de Vento e da Extremum Produções, especialista em Cinema Underground, e Produção e Direção de Documentários, além de produtor e diretor de documentários como El Titiritero de Banfield (2007) e O Samurai de Curitiba (2011). Atualmente trabalha na finalização dos documentários: Somos Todos Pinheirinho, 20 Cents Revolution e 29 de Abril.

Yoya Wursch é profissional respeitada no roteiro nacional com mais de 30 anos de carreira, com 13 filmes produzidos, três séries e seis novelas e dezenas de produções teatrais assistidas por milhões de espectadores no Brasil.

Fábio M. Barreto é comunicador, escritor e cineasta em Hollywood. Recebeu o Prêmio Argos por Melhor Ficção Especulativa em 2014 por seu romance de estreia Filhos do Fim do Mundo, é tradutor de romances e já trabalhou com consultoria de roteiro em mais de dez longas-metragens nos Estados Unidos.

Sinopse:

Em 1484, na Alemanha, após viagem aos Montes Cárpatos, a revelia da Igreja, um Cavaleiro da Ordem da Cruz salva uma prisioneira acusada de bruxaria, tomando-a como esposa. Doze anos após, a mulher do cavaleiro descobre um livro secreto e faz conjuração invocando Lilith. Ela mata o cavaleiro e transforma a mulher em vampiresa. Lilith e sua amante percorrem seis séculos e vários continentes, libertando e transformando outras mulheres em vampiresas, até que em 2015, em New York, travam uma batalha épica com os descendentes dos Cavaleiros da Ordem da Cruz.

Serviço:

Título: Lilith – The Vampire

Duração: 120 minutos

Gênero: Terror

Status: em desenvolvimento

Criador: Jose Padilha

Posted in: Notícias

Comments

Be the first to comment.

Leave a Reply


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*